Clipping: O Guia Definitivo

Clipping: O Guia Definitivo

Clipping: o Guia Definitivo, é o nosso mais novo blog post para você entender tudo sobre o assunto, e nunca mais ser pego de surpresa. Confira na sequência o que você irá aprender de uma vez por todas:

 

  • Clipping, o que é?
  • Clipping de notícias
  • Clipping na web
  • Planejamento de clipping
  • Como fazer o clipping
  • Modelo de clipping
  • Empresas de clipping

É sabido que com o crescente aumento de informações sendo disponibilizadas a cada dia que passa em diversos meios de comunicação - e continua aumentando o número de canais - , também a velocidade com que as notícias vão se tornando obsoletas aumenta. Isso acabou por tornar extremamente importante estar muito “por dentro dos fatos” e monitorar constantemente as notícias que estão circulando, principalmente sobre seu mercado, clientes e seu negócio.

 

CLIPPING O QUE É?

 

A partir do contexto citado anteriormente podemos começar respondendo a pergunta: Afinal, o que é clipping?

 

Trata-se de uma forma de medir, avaliar e entregar os resultados que definem a presença do assessorado (pessoa física, jurídica ou organização não-governamental) na mídia em determinado intervalo de tempo.

O termo vem do inglês e está relacionado ao verbo cortar, sendo que a palavra “clipping” é usada também para designar um recorte de jornal.

O clipping consiste em um monitoramento contínuo de material jornalístico, a fim de coletar tudo que é produzido que envolve o nome de determinada empresa.

Com essas informações organizadas e em mãos, o clipping possibilita a elaboração de relatórios para deixar a empresa a par do que é dito a seu respeito e a espalhar dados de maneira mais planejada.

Assim o clipping torna-se fundamental para a administração da informação.

Reunir os dados que formam o clipping não é o fim da ação. Se estes não forem bem dirigidos e interpretados não adianta nada ter as informações em mãos.

Esse acompanhamento é feito em jornais impressos e outras mídias digitais, como redes sociais, blogs, canais de vídeo online, entre outras plataformas na web.

Normalmente, o clipping é realizado diariamente por profissionais especializados e serve como base para análise da reputação e imagem de uma empresa ou pessoa pública frente ao mercado.

Quando feito adequadamente, o clipping deixa de ser apenas um acompanhamento de notícias para ser uma ferramenta necessária para o planejamento e o desenvolvimento de estratégias da empresa.

Além da comunicação, especialmente para profissionais de gestão de marca e branding, muitas outras áreas se beneficiam das informações contidas no clipping.

Até pouco tempo atrás, o monitoramento do que era produzido na mídia envolvia gravação de programas, cálculo de centimetragem de notícias publicadas em veículos impressos e a busca de uma ou outra nota em veículos digitais, o que levava tempo e demandava alguém para fazer tudo isso.

CLIPPING DE NOTÍCIAS

Como temos falado que clipping é um serviço de acompanhamento de notícias jornalísticas em diversos tipos de mídia offline (jornais, revistas, televisão, rádio) e online (blogs, sites de notícias, redes sociais) naturalmente estamos já falando de clipagem de notícias, mas há outras clipagens que são feitas com o objetivo também de monitorar acontecimentos, mas não necessariamente são matérias jornalísticas.

São acontecimentos e assuntos relacionados ao mundo dos negócios com a intenção de se obter insights estratégicos voltados ao mercado de atuação da empresa ou de algum cliente.

Ser notícia é estar em evidência e sensivelmente em contato com a opinião. A notícia é passiva de repercussão e, principalmente em se tratando de fatores positivos, a repercussão pode ser o impulso que a empresa ou produto precisa.

Desta forma é importante e necessário um planejamento detalhado e preparação para todas as possibilidades de consequências, boas ou ruins sobre a notícia.

Por vezes a repercussão ultrapassa os limites da notícia e se desdobra em uma discussão mais ampla sobre determinado assunto.

Neste caso ocorre um fenômeno interessante onde a repercussão não apenas levanta o nome de uma empresa como também aponta para uma problematização mais complexa.

 

Leia Mais: 7 Sinais para investir em monitoramento de notícias

 

Quais seriam as vantagens do clipping?

 

Através da gestão e do monitoramento estratégico de informações, as entidades podem obter diversas vantagens com o uso constante do clipping.

Listamos algumas dessas vantagens para você:

  • Alcance de uma visão mais abrangente dos acontecimentos que cercam o trabalho de uma empresa e de sua atuação frente à sociedade;
  • Oportunidade de visualizar as repercussões do público e os retornos sobre suas ações;
  • Possibilidade de identificar pontos de melhorias nos serviços ou produtos ofertados;
  • Favorece a transparência da gestão e administração da empresa como um todo;
  • Contribui para a modernização administrativa;
  • Possibilita mensurar a visibilidade na imprensa e mídias sociais de forma contínua;
  • Uma forma de se comunicar internamente. Um bom profissional de comunicação deve ter total consciência da importância de comunicar efetivamente. A comunicação é vital para a vida das pessoas, dos seres e também da sua empresa. Isso sem mencionar que esse hábito necessário dá nome ao seu trabalho. Se por um lado a comunicação externa é uma das provas de vida de uma organização, a comunicação interna é a garantia de sua unidade.

 

Leia Mais: 10 Razões para adotar o monitoramento de notícias

 

Se feita de forma correta, a comunicação é fator determinante no processo de cura de crises. Abordamos com mais detalhes no post: Como usar monitoramento de imagem para conter crises.

Procurar os funcionários para esclarecer fatos e posicioná-los com verdades é o certo e sempre urgente de ser feito. E especialmente nestas situações sabemos que o escoamento de informações é algo muito difícil de conter. Em contrapartida, a falta de informação só faz criar especuladores, o que é ruim para a empresa. Portanto, é fundamental dar atenção ao staff abastecendo-o com informações sinceras e que também serão repassadas externamente.

 

  • A nutrição ideológica de uma empresa. Ao se firmar como uma organização, comumente a empresa desfia sua função e objetivos por meio do tripé Missão, Visão e Valores. Ali são expostos os ideais sobre a conduta daquela empresa e procura-se seguir seus preceitos como busca por um formato ideal de atuação e crescimento. Para esta finalidade, e tantas outras, a comunicação interna é a chave;
  • A informação combate o desespero;
  • As empresas podem inovar em busca de uma comunicação interna eficiente aliando o que é clipado às estratégias diversas e que cause aproximação e identificação. Como por exemplo vale a pena investir em jornais, murais, programas de rádio e tv de circuito interno, palestras, reuniões informais e etc. Notícias de diversas naturezas podem ser usadas como positivas, neutras e até negativas;

 

Fazendo um adendo sobre o assunto de clipping, comunicação interna e política de transparência, a empresa pode obter diversos benefícios como a consciência do ponto de vista da empresa interiorizada nos colaboradores pode gerar neles mais motivação e maior sentimento de pertencimento, além do mais é uma grande arma de endomarketing.

Leia mais no post: O clipping como ferramenta de endomarketing

Esta ferramenta promove o autoconhecimento da empresa e tem o poder de contabilizar resultados, indicar ações e remediações, orientar quanto ao comportamento da empresa mediante os assuntos relacionados à sua imagem se de maneira reativa ou proativa. Identificar a opinião a partir da repercussão de notícias pode ser decisivo para o sucesso de um empreendimento.

Para agências, o clipping ajuda a avaliar a projeção de imagem do cliente, verificando a tiragem de cada veículo e seu fator multiplicador, ou seja, quantas pessoas foram impactadas pela informação publicada. Contudo, é preciso mais do que quantificar o número de menções.

Como avaliar a situação da imagem do cliente na mídia? Que metodologia adotar? Como mensurar se as notícias têm repercussão positiva ou negativa? Essas perguntas fazem parte do dia a dia das assessorias de imprensa e são muito importantes para a melhoria dos resultados, assim como para melhor explicar ao cliente assessorando o Retorno Sobre Investimento (ROI) em mídia espontânea.

 

Com o monitoramento é possível recolher evidências de como anda o desempenho da sua marca ou do seu negócio. Na hora de agrupar essas informações em uma clipagem, é esperado encontrar todo tipo de notícia, já que o monitoramento deve ser abrangente e detectar tudo que se relaciona com a sua empresa.

No entanto, ao se deparar com notícias negativas no clipping, como proceder? Todos nós estamos sujeitos às intempéries, calúnias, erros e insucessos, portanto encontrar notícias negativas durante a clipagem não é um problema, desde que isso não venha a se tornar um hábito ou que essas más novas notícias se tornem rotineiras e superem as notícias positivas.

Esbarrar com as notícias negativas é a oportunidade de identificar detalhes de um problema, sua origem e sua solução. Desta forma, a análise do clipping deve ser isenta, sem inventar ou esconder notícias.

O aparecimento de notícias negativas, sendo elas falsas ou não, deve ser identificado e corrigido com precisão a partir de uma força conjunta entre empresa, assessoria de comunicação e setor judicial, se necessário. A ação deve ser rápida e racional, não deixando a defesa ou posicionamento para depois ou amanhã. Este pode ser um fato crucial na hora de “sair por cima” perante uma crise de imagem.

Leia mais : Notícias negativas no clipping: Como proceder?

 

Quando falamos de informação não tratamos da informação de forma genérica, nos referimos à informação total e real sobre sua empresa e sua marca. A informação precisa de como se comporta o seu nome no mercado e de como o seu cliente se relaciona com você.

Conhecer o mercado e o público com o qual se trabalha é ter chão para pisar e terra para se plantar e colher, além de observar a si, também é muito saudável ter informações da concorrência e entender os seus passos. Observar o desempenho de uma empresa que compete diretamente com a sua pode dar pistas de como agir em diversas situações. esta é uma dica.

Para completar este tópico poderíamos fazer uma analogia e dizer que o clipping é como a sentinela. Sentinela é um posto de observação que vigia sem descanso e tem que estar sempre atento.

Seja como prevenção, seja para ações reativas, estratégicas, ou qualquer outro motivo que se possa usar o clipping, ele funciona como a sentinela que se bem trabalhada pode lhe render inúmeras vantagens como já mencionado anteriormente.

“o clipping é uma representação da imagem da empresa como ela é vista. É a forma como aquela organização se mostra, não como se vê.”

 

CLIPPING NA WEB

 

Já falamos sobre o que é clipping; sobre clipping de notícias; vantagens e situações que o clipping pode se encaixar nos processos de uma empresa. Em todos os momentos falamos do clipping de uma forma geral, mas não categorizamos ou fizemos algum tipo de separação dos tipos de clipping, pois todas as informações passadas se aplicam a qualquer um dos tipos existentes.

Bom, basicamente temos 2 tipos de clipping, o impresso, que é o mais tradicional, mas que vem cedendo lugar para o digital. A ele reservamos um tópico inteiro porque é um assunto em voga e vem se tornando cada vez mais importante.

O tempo que vivemos é dotado de imediatismos e instantaneidade. A tecnologia e a internet permitem, e veladamente exigem, manifestações e respostas imediatas aos mais diversos estímulos.

É fácil observar isso nas redes sociais, lugar onde consumidores falam abertamente de suas experiências, sejam elas positivas ou negativas. Infelizmente as experiências ruins com produtos e serviços repercutem muito mais do que os mais encantadores relatos, o que potencialmente pode gerar uma crise. Deste modo é fundamental observar este comportamento, dentro e fora das redes sociais, com bastante atenção.

Cuidar das “suas fronteiras” e vigiá-las constantemente é uma forma de evitar “guerras” , principalmente quando o assunto é na web. Estar “de olho” e saber exatamente o que estão dizendo a seu respeito ou do seu cliente é muito, mais muito importante. Assim, ao menor sinal de problema, é possível evitar grandes estragos ou até mesmo se antecipar à crise e dissipá-la antes que se instaure.

Como o clipping digital se tornou a opção mais usada, sendo o mais hábil utilizar softwares especializados em clipping e acompanhamento de mídias sociais. Há diversos programas que podem ajudar e muito nesse momento. Ferramentas que mostram o universo no mesmo instante.

Toda atividade profissional tem suas técnicas de trabalho e divulgação. No ramo do jornalismo por exemplo é muito comum a prática do clipping digital. Mas um novo cenário da área de publicidade e propaganda tem como primazia a inteligência de mercado e a competência de influenciar na construção da estratégia de marca e negócio com os clientes.

A forma antiga de publicidade . Sua agência poder elaborar uma excelente campanha de publicidade, mas se os resultados não forem acompanhados e monitorados para ajustes, caso sejam necessários, todo o trabalho para sua criação poderá não valerá de nada.

Leia mais: 10 Dicas de sucesso com o clipping para agências de publicidade

 

O clipping junto ao mapeamento, análise e gestão inteligente de dados, veio para ficar nos negócios e na publicidade. Não somente a criatividade tem importância, mas também as agências precisam da inteligência de mercado no programa, histórico, pesquisas, na execução e nos resultados.

Aqui vai algumas dicas para você se dar bem com clipping digital:

  • Use sabiamente os buscadores: Os buscadores permitem que o profissional encontre as informações que precisa de forma rápida e eficiente. O importante é saber usar as palavras-chave adequadas para pesquisar. Por isso, o trabalho desenvolvido com as técnicas de SEO ajuda muito. O Google é a melhor fonte de pesquisa para suas notícias, mas outras ferramentas de busca podem ser usadas. Usar corretamente as tags, URLs, vai facilitar seu trabalho, bem como o uso de Keywords dentro de sites e blogs específicos. Reúna o maior número possível de notícias sobre o tema (análise quantitativa), pois assim terá maiores opções na hora de selecionar.
  • Existem ferramentas muito úteis: Para facilitar o trabalho do profissional ele poderá usar certas ferramentas. Google Keep: Permite guardar partes das páginas de pesquisa, não páginas completas; Evernote Clipper: Acompanha o evernote, sendo uma extensão para navegadores como Firefox, Safari, Chrome, Explorer; Favebucket: Ferramenta com maior abrangência; Klipbox: Ferramenta completa que monitora mais de 20.000 fontes de todo o Brasil, na qual um robô de busca encontra, de forma automática, notícias sobre determinado assunto e as envia por e-mail, mantendo a empresa informada sobre concorrentes, mercado e opiniões do público.

Por que o clipping digital pode ser uma vantagem de mercado?

Por melhores que sejam os processos ou produtos de uma empresa, ela não pode fechar os olhos para o mercado. É nele que estão os concorrentes e, principalmente, o público-alvo, além das oportunidades de negócio.

No mundo dos negócios, poucas são tão valiosas e úteis quanto a informação. E quanto mais conhecimento se tem, melhores podem ser os resultados obtidos se esse conhecimento for usado corretamente. Assim, o clipping digital pode ser uma vantagem de mercado já que:

  • Gera novas oportunidades de negócio: Conhecendo como está a situação do mercado, o empresário que utiliza as informações do clipping pode desfrutar de uma geração de novas oportunidades de negócio. Dependendo da tendência apresentada, é possível identificar um novo nicho de mercado ou uma área que não é explorada adequadamente pelos concorrentes.
  • Capta novos clientes: Também é possível captar novos clientes e identificar atuações que podem fazer a diferença no negócio. Se algo se mostra como uma tendência no setor de restaurantes, por exemplo, o empresário poderá incorporar isso ao seu negócio e sair na frente da sua concorrência.
  • Garante atualização junto ao mercado: O mercado muda todos os dias e o jeito de consumir dos clientes, também. Algo que faz sucesso hoje pode se tornar antiquado amanhã e algo completamente inovador pode surgir a qualquer instante. E essa é a razão da necessidade de estar sempre atualizado. Com o clipping digital, existe a certeza de que o empresário estará sempre por dentro de tudo o que acontece no mercado, permitindo a previsão de crises ou de aumento de demanda, por exemplo.
  • Atuação rápida para corrigir defeitos: Não só oportunidades são oferecidas pelo clipping digital, já que a empresa também consegue perceber o que não está funcionando no negócio. Dependendo da análise, o negócio pode se dar conta de que está ficando para trás em relação à concorrência ou que está perdendo relevância no mercado. Como o clipping adquire essas informações adquire essas informações de maneira simultânea, a atuação para corrigir esses defeitos é feita de maneira muito mais rápida, o que evita impactos mais definitivos no negócio.

Por agir em tempo real e estar disponível em poucos cliques, o clipping digital otimiza os processos da assessoria de imprensa, aumentando a eficiência da comunicação da empresa e gerando mais valor para quem interessa: Seu cliente.

 

Leia mais no post: Por quê o clipping pode ser uma vantagem de mercado?

 

Vantagens da automação do clipping em agências

 

Com a automação de clipping, você deixa de entregar simplesmente um levantamento das publicações e passa a fornecer inteligência competitiva aos seus clientes - informações valiosas que lhes permitam ter a real dimensão do alcance da sua marca e de seus concorrentes na opinião pública. Automatizar pode ser até melhor do que simplesmente terceirizar a uma empresa especializada.

 

  • Ganho de tempo: Ao invés de disponibilizar uma ou duas pessoas para fazer a pesquisa manualmente, você parametriza e customiza a ferramenta para capturar e agrupar as publicações de acordo com palavras-chave, key messages e termos específicos dos clientes e seus concorrentes. Com a automação também não é mais necessário parar para fazer análise “touch by touch” do clipping, pois a ferramenta faz a mineração dos dados e entrega as análises. Com isso ganha-se tempo para investir no relacionamento com os repórteres, criação de conteúdo e relacionamento com os clientes.
  • Melhoria na produtividade: Com o clipping automatizado, sua equipe consegue atender mais clientes e visualizar os resultados dos seus esforços com mais rapidez. Este diferencial melhora o custo-benefício, melhorando suas margens e contribuindo para que você tenha pessoal para oferecer outros serviços e produtos aos seus clientes.
  • Assertividade no serviço: Uma boa ferramenta de clipping automatizado te permitirá fazer buscas personalizadas e encontrar publicações, referências e citações das marcas, dos produtos e serviços dos seus clientes. Você só precisa selecionar os filtros de data da publicação, veículos chave para o negócio, região geográfica, entre outras, e a ferramenta traz as informações rapidamente. Esta praticidade é perfeita para gerenciamento de crises, quando a rapidez no mapeamento da imprensa pode fazer toda a diferença. veja melhor nesse post, como utilizar o clipping no diagnóstico de crise. Além disso, também é possível guardar o histórico e fazer análise da evolução do trabalho de relacionamento com a mídia ao longo do tempo, o que permite que você mostra a evolução da marca na mídia espontânea ao seu cliente.
  • Personalização do entregável ao cliente: Em poucos cliques, uma boa ferramenta de clipping, permite gerar PDFs e outros formatos de arquivo para compilar e enviar ao cliente. Além disso, você pode mostrar o relatório de uma forma interativa, com infográficos que deem ao cliente a dimensão do trabalho da sua agência.
  • Imagem inovadora: Quando você entrega um clipping com rapidez e eficiência ao seu cliente, um verniz de sofisticação e modernidade passa a ser visto a sobre a marca da sua agência. Em tempos cada vez mais digitais, isso se torna um grande diferencial, capaz, inclusive de reter e conquistar novos clientes.

COMO FAZER O CLIPPING

Após falar sobre os dois modelos de clipping existem e mostrar as enormes vantagens que o clipping pode proporcionar, é hora de te ajudar como fazer clippings perfeitos, vamos lá:

  1. Selecione as informações

Recolhidas as informações, o profissional deve partir para a seleção e organização, separando as mais importantes das menos valiosas.

Trata-se, agora, de uma análise qualitativa. Embora se fale em análise qualitativa, a seleção também requer uma análise quantitativa, considerando;

  • Aceitação da notícia em certas regiões;
  • Repercussão da informação;
  • Registro em capas e colunas de livros, revistas, jornais e outros periódicos.

A partir desses critérios, estima-se uma nota média para as informações recolhidas. A avaliação qualitativa é crítica, com comentários do profissional, propondo alterações, sugerindo ideias e apontando tendências.

A qualidade das notícias também está relacionada à forma de abordagem, ao perfil da empresa que vai utilizá-las, à concorrência da empresa (avaliando o mercado em que ela se desenvolve, a existência de outras marcas, quais as ações e perfis dessas marcas), ao público-alvo.

  1. Organize as notícias

Os recortes devem ser organizados conforme um modelo padrão, relacionados de acordo com sua importância, com sumário sobre as notícias, página de assessoramento e retorno do assessor. Organizadas, as notícias, ou súmulas, devem apresentar:

  • Veículo de transmissão;
  • Título ou assunto;
  • Canal;
  • Programa;
  • Horário, data e endereço eletrônico da publicação;
  • Sinopse (resumindo o conteúdo da notícia).

 

  1. Crie um arquivo

Reunidas as fontes de pesquisa, separadas e organizadas em folhas padronizadas, o profissional deve estabelecer com a empresa para a qual presta os serviços um prazo para a entrega de um arquivo com todas informações recolhidas durante um determinado período. Esse arquivo pode vir em CD, pendrive, entre outros, a critério do contratante. Nesse caso, a entrega de arquivo pode ser mensal, semestral ou anual.

Atualmente, o monitoramento das notícias online passou por um processo de automação, deixando de ser feito por uma pessoa. As buscas agora são feitas por um sistema, por meio de palavras-chave. Essas pesquisas podem ser, por exemplo, o nome da marca do seu cliente, ou do produto e serviço, mas outras expressões também podem ser incluídas, como a área de interesse dele e da concorrência. Os critérios e filtros de cada pesquisa são definidos e alinhados exatamente conforme a necessidade da empresa, com resultados certeiros.

Para agências, separamos aqui 10 dicas de mestre:

A atividade de clipping funciona como um funil da assessoria e é a área pela qual os gestores de comunicação podem verificar se as tarefas delegadas foram cumpridas. Estamos nos referindo à clipagem de matérias impressas em jornais e revistas, minutagem de programas de rádio e TV, e views da área virtual.

  1. Entenda o negócio do cliente
  2. Entenda o produto do cliente
  3. Conheça as mídias e as editorias dentro de cada veículo
  4. Crie um mailing personalizado para o envio dos assuntos institucionais do cliente
  5. Crie um mailing específico para produtos
  6. Contrate fornecedores de clipping especializados
  7. Monte a sua própria área de clipping interna com função estratégica
  8. Coloque toda a área de atendimento para atuar em clipagem durante a leitura matinal dos principais veículos
  9. Coordenadores e diretores da agência também devem colaborar ao final de suas leituras
  10. Visitas às clipadoras, pelo pessoal do atendimento e do clipping

Para ver as dicas completas acesse esse nosso post: 10 dicas de mestre para o clipping da agência

COMO FAZER O CLIPPING DIGITAL

Quando falamos de clipagem digital, métricas como as de centimetragem de colunas não fazem mais sentido como faziam no ambiente offline.Além disso, é válido lembrar a infinidade de veículos presentes na web e que, por consequência devem ser “varridos” por assessorias de imprensa em busca de notícias relevantes aos seus clientes.

Também é preciso ficar atento às réplicas: Uma reportagem publicada em determinado veículo pode ser facilmente aproveitada em outro, enviada por email ou repercutida em mídias sociais e blogs. O que pode atrapalhar a coleta de dados.

Tendo em mente o seu objetivo, escolha palavras-chave que sejam realmente relevantes e que tenham relação com o nome de sua empresa ou cliente dentro do segmento está inserida. Além de informações que envolvam a concorrência.

 

Seja específico na busca

 

A exatidão nos termos de pesquisa é a melhor amiga dos assessores de imprensa que devem fazer a clipping. Isso acontece porque quanto maior a especificidade das palavras-chave buscadas, maior a relevância nos resultados apresentados - essa dica é válida para todas as plataformas utilizadas para monitoramento de notícias, desde o Google até uma ferramenta mais completa como o klipbox. Quando estiver se referindo a palavras compostas, não se esqueça de utilizar aspas (por exemplo: “Universidade de São Paulo”). Se tiver alguma palavra que você deseja excluir da busca, use o sinal de “menos” (-). Por fim, se deseja restringir a busca a sites específicos, use o operador do site exemplo: folha.uol.com.br

 

Crie alertas no Google

 

O Google Alerts é um recurso gratuito do maior buscador de sites do mundo e bastante simples de usar. Basicamente, ele dispensa o monitoramento manual de determinada palavra-chave (que pode ser o nome do seu assessorado, por exemplo) e realiza esse processo de maneira automática. Nas configurações, é possível ajustar para receber e-mails com novas inserções de maneira diária, semanal ou mensal. Também é possível solicitar que alertas sejam enviadas a cada nova varredura e detecção de inserção da keyword.

Ainda é possível determinar fonte, idioma, região e quantos clippings deseja receber - se quer visualizar todas as menções ou apenas as mais relevantes.

Com as palavras-chave escolhidas, você tem a opção de se cadastrar em uma ferramenta especializada em formar clipping digital e monitorar mídias sociais.

 

Use um sistema mais complexo de buscas

 

Ferramentas mais completas de clipagem digital vão além do monitoramento online constante. Esse tipo de tecnologia é capaz de entregar estratégia devido à possibilidade de gerar estatísticas sobre as informações coletadas - a exemplo da quantidade de notícias publicadas para cada cliente (fundamental às agências de comunicação) e evolução da imagem, algo tão solicitado pelos assessorados em busca de branding com ações de assessoria de imprensa.

 

Plataformas de monitoramento de notícias ( Klipbox)

 

O Klipbox reúne em uma só ferramenta as principais e mais úteis funções para agilizar clipagens. O monitoramento de notícias é realizado de forma contínua e em tempo real. Esse acompanhamento é possibilitado através de palavras-chave e permite a classificação e avaliação de resultados, vantagem para quem quer acompanhar de perto o desempenho de uma marca ou cliente.

Além das facilidades de busca e filtragem de resultados, o Klipbox produz gráficos interativos que permitem a análise de repercussão sobre notícias e mensurar quantas foram publicadas. A ferramenta oferece ainda a possibilidade de alimentação de redes sociais a partir de notícias coletadas, diretamente do Klipbox, tudo de forma rápida e prática, sem perda de tempo.

Com o Klipbox você pode também selecionar as notícias mais relevantes e enviar ao seu cliente de forma organizada e no formato que você escolher - PDF, RTF ou XLS.

Acompanhe  assim os resultados que serão gerados por essas ferramentas, isso é, as notícias e menções que saíram sobre as palavras-chave. Faça categorias e segmente esse conteúdo, assim fica mais fácil na hora de organizar e analisar.

Avalie as movimentações do mercado para indicar ações para seus clientes que sejam mais assertivas quanto ao cenário atual no qual este está inserido, acompanhe o feedback da atuação de seus clientes nas mídias sejam offline e online para o planejamento de campanhas e consolidação da imagem.

Com essas ferramentas, fica mais fácil identificar o comportamento e necessidades de público-alvo e aplicar ideias e soluções para suprir isso.

Esses resultados ajudarão também a criar novas possibilidades, o uso aprimorado das tecnologias, e obter insights estratégicos na área do seu cliente.

Vislumbre novas possibilidades de ações a partir de informações dos principais players do mercado, no que compreende a comunicação, uso de tecnologias, ideias inovadoras e meios utilizados.

 

COMO DISPONIBILIZAR O CLIPPING AO PÚBLICO EXTERNO

 

Aproveitar as funcionalidades que podem potencializar ainda mais o resultados de uma estratégia de clipping. Pensando dessa forma, permitirá você otimizar o planejamento e oferecer o clipping de um cliente para seu público externo!

Entre as vantagens que uma estratégia de clipping pode oferecer, a possibilidade de utilizá-la como uma ferramenta estratégica de marketing é uma das mais importantes. Partindo desse princípio, o acesso disponibilizado ao público externo mostra-se fundamental.

 

De dentro para fora

 

O marketing da empresa começa de dentro para fora e, nesse contexto, um planejamento de comunicação por meio de clipping poderá exibir notícias relacionadas a empresa que podem ajudar a influenciar opiniões do público interno.

O acesso do clipping pelo público interno deve fazer parte da política de comunicação da empresa para evitar que circulem falsos rumores entre eles e o público externo. Isso ajudará a construir um clima de confiança e propagar esse sentimento para o ambiente externo.

 

Abrangência com o público externo

 

A comunicação interna é muito importante para começar a construção da imagem da empresa no ambiente externo. No entanto, um funil de informações deve ser aplicado e controlado para que todo o trabalho não seja perdido por notícias que gerem impacto negativo ou contrário ao esforço de marketing.

Se a formação da imagem da empresa começa no ambiente interno, o público externo é a extensão desse trabalho. Grande parte da influência gerada em um público está diretamente ligada à divulgação de notícias, opiniões de líderes que se expressam sobre um determinado assunto ou de pessoas que tiveram suas experiências particulares.

Mantendo um padrão de informações que alie a opinião do público interno com as notícias divulgadas, o marketing da empresa ganhará grande relevância no poder de influência que terá sobre o público externo.

 

DESENVOLVIMENTO DE UM PLANO DE DIVULGAÇÃO

 

Um plano de divulgação pode ser realizado com a estratégia de clipping para potencializar o marketing e gerar uma imagem forte no mercado. A opinião positiva do público externo será crucial para garantir o sucesso da empresa. Como fazer isso? O clipping possui ferramentas estratégicas que podem ser utilizadas para gerenciar um plano de divulgação de notícias com eficiência e que gere os resultados desejados pela equipe de marketing da empresa.

Inicialmente você pode escolher, através de palavras-chave, as notícias mais relevantes para passar uma imagem positiva do seu negócio. Filtre essas notícias para monitorar as que geram efeito negativo com eficiência e positivo, e disponibilize, com destaque, em uma página de internet específica. Para ampliar os resultados de impacto, envie por meio de newsletter para o público externo e utilize relatórios gerados pelo clipping para medir os resultados apresentados.

Para concluir, a disponibilização de clipping para o público externo deve ser feito juntamente com a equipe de marketing para se avaliar o objetivo pretendido e, com a utilização das ferramentas de clipping, medir os resultados obtidos no planejamento de divulgação.

 

AUDITORIA DE IMAGEM

 

O papel da auditoria de imagem na mídia é mais do que identificar, é qualificar a presença da empresa nos veículos de comunicação. E o clipping é a matéria prima da auditoria, de um trabalho de verificação dos resultados, sim, mas também de medição dos impactos e das contribuições que a exposição trouxe a imagem da marca.

É preciso lembrar que a imagem corporativa não está efetivamente na mídia, mas sim no imaginário de sua audiência – como o público-alvo percebe a marca. Os meios de comunicação ajudam na construção da imagem, mas ela se consolida na forma com que o público-alvo percebe.

Por outro lado, o assessor de imprensa não tem domínio da forma com que os veículos irão interpretar o que foi divulgado. O presidente da empresa dá uma entrevista coletiva para anunciar uma fusão, por exemplo, mas os veículos farão recortes e reinterpretações do que foi dito, com base em seus próprios filtros, compromissos e interesses.

Um trabalho de auditoria bem conduzido ajuda a sinalizar oportunidades de divulgação, diagnosticar as personalidades e os estilos dos veículos e seus editores e, acima de tudo, permite que a empresa refine o seu trabalho de relacionamento com a mídia.

Apresentando ao cliente os resultados da auditoria de imagem

Quando o assessor de imprensa consegue fazer uma boa auditoria de imagem, ou seja, interpretar de forma crítica a forma com que a marca foi retratada nas publicações e identificar oportunidades de relacionamento com os veículos, dentre outros aspectos, é possível que ele consiga entregar ao cliente relatórios mais completos.

Com base na forma com que a mídia expõe a marca, a empresa assessorada pode tomar decisões estratégicas para melhorar a maneira com que seu público-alvo percebe a marca. Então, é fundamental a geração de relatórios ricos, que mostrem os pontos positivos mas também o que pode ser melhorado.

 

MODELOS DE CLIPPING

PARA BAIXAR UM MODELO DE RELATÓRIO DE CLIPPING CLIQUE AQUI

 

Em alguns sites e portais as clipagens feitas pela equipe de assessoria de imprensa ou empresa terceirizada são disponibilizadas como esses exemplos: clipping PBH (Prefeitura de Belo Horizonte), clipping planejamento (Era disponibilizado pelo ministério do planejamento), clipping ebc (clipping disponibilizado pela Empresa Brasileira de Comunicação), entre muitos outros.

EMPRESAS DE CLIPPING

 

Muitas vezes surge a pergunta se vale a pena manter uma equipe dentro da assessoria de imprensa apenas para fazer clipping. Isso porque por mais que se esforcem, os relatórios sempre saem com atraso e, além disso, não chegam nem a elaborar os resultados em gráficos atraentes, mostrando ao cliente que suas metas estão sendo atingidas.

Tendo a consciência de que precisa melhorar esse serviço seria muito mais interessante terceirizar o serviço até porque esta não é a atividade fim do seu negócio ou da área, as muitas outras coisas que dependem muito mais do esforço e criatividade da sua equipe e no entanto muita força de trabalho e tempo vem sendo despendida no trabalho de clipping.

Temos 5 dicas em relação a terceirização do clipping:

  1. Confie na especialização dos profissionais das empresas de clipping
  2. Converse com outros dirigentes de assessorias de imprensa
  3. Escolha o melhor fornecedor de cara tipo de mídia, sem se deter apenas em preço
  4. Deixe que cada empresa faça o relatório de sua área
  5. Destaque, no seu relatório, os resultados obtidos na área virtual (portais de notícias, blogs, versões on-line de publicações impressas e mídias sociais)

Para ver as dicas na íntegra, clique aqui: 5 dicas de benefícios da terceirização do clipping

Existem excelentes fornecedores no mercado, especializados em todos os tipos de mídia, empresas especializadas em jornais e revistas, rádio, TV, redes sociais e até de portais de notícias e blogs. Em geral, muitas assessorias oferecem diversos serviços e entre eles o serviço de clipagem, mas tem empresas altamente especializadas em fazer só o serviço de clipping como a Vídeo clipping, lupa clipping, o Klipbox, entre muitas outras, digitando no Google “clipping online” é possível encontrar muitas empresas especializadas em clipagem.

Nos meios digitais temos serviços oferecidos como o monitoramento de notícias feito pelo Klipbox que possui um período de testes gratuito, tem o serviço de clipping express da empresa MITI e Newsmonitor.

Para concluir deixo dicas de boas práticas para seu departamento de clipping

2018-07-20T18:15:51+00:00 By |1ff, Assessoria de Imprensa, Clipping|

Leave A Comment