A gestão da informação com arma estratégica para os negócios

A gestão da informação com arma estratégica para os negócios

Muitos empresários e profissionais de marketing e comunicação têm se perguntado o que fazer com tanta informação que passa aos nossos olhos diariamente e como utilizá-las para alavancar os negócios. Você sabia que nos últimos anos criamos mais conteúdo do que em toda a história da humanidade?

A informação é um dos ativos mais importantes nas organizações. Saber gerir, organizar e sistematizar os dados que chegam o tempo todo, criar conhecimento a partir deles e fazer deles insumos para as estratégias é o que chamamos de inteligência de mercado.

A primeira vez que se falou em utilizar a informação de forma estratégica no mundo corporativo foi na década de 60, nos Estados Unidos, quando os empresários detectaram que era necessário tomar decisões de forma racional, mais do que intuitivamente como era feito antigamente.

Para estipular seu planejamento, você precisa saber em qual realidade a empresa está situada. Saber tudo sobre seus concorrentes, o que estão comentando sobre seus produtos e serviços, se seus preços estão adequados, se o seu negócio está atendendo às necessidades do seu público.

Ter conhecimento te dá autoridade para tomar decisões assertivas, sem correr o risco de sair atirando às cegas para vários alvos diferentes. Com isso, você economiza tempo e recursos.

Mas, diante de tanta informação, como filtrar os dados relevantes e utilizá-los para decolar o seu negócio ou a empresa do seu cliente?

6 passos para aproveitar ao máximo as informações que você tem em mãos

Para começar, vamos te mostrar como é o processo de inteligência de mercado, para que você não fique perdido em relação aos dados que coletar.

 

  • Identifique as necessidades da empresa

 

O primeiro passo é identificar todos os fatores que envolvem a empresa. Quem são os seus concorrentes, quais informações são importantes de monitorar, o que influencia diretamente a empresa? Fatores políticos, sociais, hábitos de consumo, tendências.

A partir desse levantamento, planeje as palavras-chave que você irá monitorar. Para que fique mais fácil para você compreender, se esse trabalho fosse feito por uma empresa de cervejas artesanais, por exemplo, seria importante rastrear os grandes produtores de cervejas no mundo, as empresas distribuidoras, legislações como a “Lei Seca”, entre outros.

 

  • Pesquisa de Dados e Coleta de Informações

 

A partir das necessidades levantadas, chega o momento de coletar os dados referentes a estes assuntos. Para isso, invista em um bom software de clipping digital, pois ele irá coletar automaticamente para você todas as notícias relacionadas às suas palavras-chave.

Nessa etapa é importante definir quais meios de comunicação você irá monitorar. Sites, revistas e blogs especializados, as mídias sociais da empresa e dos concorrentes, editorias relacionadas ao seu negócio.

 

  • Análise de dados

 

Com os dados em mãos, chegou a hora de classificá-los e analisa-los. A partir do cruzamento das informações, você irá tentar responder às necessidades identificadas anteriormente.

No caso da empresa de cerveja artesanal, por exemplo, deve analisar as regiões em que estão falando mais sobre os produtos, onde os seus concorrentes estão mais atuando, que veículos de comunicação estão mais falando sobre cerveja, gastronomia e produção artesanal. Além disso, foque nos consumidores. Qual o perfil, idade, gênero, hábitos de consumo e interesses de quem está interagindo com seus conteúdos. Quanto estão pagando pelas cervejas, que sabores e tipos estão sendo mais consumidos. Dentre diversas outras análises possíveis de retirar.

 

  • Direcionamento estratégico

 

De acordo com as análises que você realizar e com o conhecimento que você tirar delas, esse é o momento de definir as estratégias ou até mesmo adaptar as já existentes. Conforme o perfil de análise definida, o direcionamento estratégico é realizado em conjunto com o entendimento dos objetivos, políticas e ações da marca, a fim de que sejam assertivos e compatíveis com a realidade atual da organização.

O que você pode tirar de proveito disso

Agora que você já entendeu esse passo-a-passo, veja como o processo de inteligência de mercado pode te ajudar na sua empresa.

 

  • Identifique novas oportunidades e tendências

 

Ao ter todas as informações em mãos, você passa a conseguir identificar oportunidades que antes poderia não enxergar.

Vamos manter o exemplo da empresa de cerveja artesanal: vamos supor que esta empresa esteja situada no sul do Brasil. Porém, pelas notícias, descobre que Minas Gerais está se tornando um polo produtor e consumidor de cervejas feitas artesanalmente.

A empresa pode optar por investir mais na distribuição nessa praça, abrir um ponto de vendas no local, ampliar a divulgação de seus produtos em Minas com eventos, campanhas, propagandas, assessoria de imprensa, ou ainda anúncios de mídias sociais direcionados ao público mineiro.

Além de oportunidades de negócio, com o monitoramento de notícias você consegue identificar tendências de mercado que estão surgindo. A partir das matérias que saem na mídia e dos comentários que os usuários estão fazendo na internet, aparecem novas tecnologias, modas e hábitos que você precisa ficar de olho.

 

  • Evite e gerencie crises

 

Com o monitoramento de notícias, você tem acesso às informações de forma rápida. Portanto, consegue antecipar possíveis crises de imagem, evita-las ou, se não for possível, ao menos gerenciá-las da melhor forma.

Informações falsas, críticas, boatos, notícias sobre impactos ambientais ou sociais causados pelas empresas, todas essas são compartilhadas em altíssima velocidade atualmente. Por isso, é importante que você fique atento para saber driblá-las.

  • Aumente sua presença digital e conquiste novos clientes

Quando você investe em inteligência de mercado, você cria oportunidades de divulgação de temas antes inexplorados ou de reforçar a divulgação em locais e mídias que ainda não atingia.

Em um bom relatório de clipping, você pode monitorar as mídias que estão veiculando as suas notícias e, com isso, ampliar o relacionamento com sites e blogs que ainda não entraram na sua zona de abrangência.

  • Consolide a sua marca

A principal função de se trabalhar com inteligência de mercado é ganhar vantagem competitiva em relação aos concorrentes. Em um mercado dinâmico, antecipar-se à movimentação das outras empresas e criar soluções inovadoras e mais rápidas é o pulo do gato para atrair o olhar dos seus stakeholders.

Ao observar as lacunas onde a sua empresa não está atuando, você passa a criar estratégias para preencher esses gaps e, com isso, ampliar a visibilidade da sua marca.

Use o clipping para gerar inteligência

A maioria das empresas já possuem um serviço de clipping tradicional, para monitorar as notícias que saem na mídia sobre a sua empresa. Mas, muitas vezes, essa ferramenta não é utilizada de forma estratégica.

O clipping de notícias é uma excelente arma para você criar inteligência. Todos os benefícios que falamos acima podem ser atingidos se você utilizar esse serviço da maneira adequada. E sem essa ferramenta à disposição, o processo se torna muito mais longo e trabalhoso.

Um monitoramento constante te dá subsídios sobre o ambiente externo e interno das empresas e as percepções dos seus stakeholders sobre eles. Atualmente existem diversas ferramentas online que fazem o trabalho de coleta para você. O Klipbox é um desses e você pode testar, gratuitamente, fazendo o monitoramento das notícias que mais lhe interessam.

Mais do que apresentar as matérias jornalísticas, o clipping pode gerar relatórios incrivelmente detalhados e personalizados para as suas demandas, com uma busca 24 horas por dia, 7 dias na semana. Você terá acesso a notícias de mais de 20 mil fontes, o que lhe dá segurança e garantia de triagem em todos os meios possíveis.

Basta filtrar pelas palavras-chave certas. Inclua no filtro de busca o nome da empresa, dos concorrentes, o segmento de mercado que você atua, os produtos e serviços que você oferece. Nos resultados, ele irá e mostrar as notícias que saem sobre esses assuntos pelo mundo, tanto em jornais, televisão, rádio e revistas, como em sites, blogs e até mesmo nas redes sociais.

Saiba o que seus públicos estão falando sobre você, se estão compartilhando seus conteúdos, quais veículos de comunicação estão mais alinhados com os seus valores, se suas estratégias estão sendo mal interpretadas e se você pode modificar sua comunicação de alguma maneira.

Com todos esses dados à disposição, basta que você construa relatórios com as análises quantitativas e qualitativas que extrair do clipping.

Lembre-se que é fundamental sistematizar as informações que você coletar. Dados soltos são apenas mais um desperdício de tempo que você terá. Crie infográficos, planilhas, gráficos, insira imagens. Esses recursos te ajudam a visualizar melhor as tendências, oportunidades e pontos em que sua empresa merece dar mais atenção.

Com isso, você terá subsídios para tomar as suas decisões de forma mais embasada, diminuindo a margem para erros e conquistando mais espaço entre os seus clientes! O que você está esperando para sair na frente?

Leave A Comment