Assessoria de imprensa: 3 erros de follow up para você não cometer

Assessoria de imprensa: 3 erros de follow up para você não cometer

Em um primeiro momento, o follow up pode parecer algo bem fácil de fazer. Afinal, ele nada mais é do que uma estratégia utilizada por uma assessoria de imprensa para manter um canal de comunicação com os veículos de mídia, seja impressa, radiofônica ou virtual.

Por meio do follow up, é possível obter um retorno das sugestões de pauta já enviadas, e reforçar o que você deseja que seja veiculado na mídia. Ou seja, é uma tarefa que já faz parte da rotina de uma assessoria de imprensa para aumentar as chances de emplacar uma pauta na mídia. Mas será que é tão simples assim realizar um follow up?

Não há dúvidas de que o follow up é uma importante estratégia para que o trabalho de um assessor de imprensa alcance bons resultados. Afinal de contas, é um contato direto com os jornalistas — e, a partir dele, é possível criar certa relação que pode facilitar a “venda” de pautas futuras. Além disso, ao fazer o follow up, você terá certeza de que a pauta chegou até o jornalista — e terá mais chances de convencê-lo da importância de publicar sobre determinado assunto.

Mas para que um follow up contribua, de fato, para o trabalho de uma assessoria de imprensa, é preciso tomar cuidado com erros que podem colocar todo o trabalho por água abaixo. E errar com jornalista é o que não pode acontecer, não é mesmo? Afinal de contas, nada melhor do que um clipping bem grande, com várias notícias sobre o cliente!

Por isso, no post de hoje, vamos reforçar quais erros podem prejudicar — e muito — o follow up. Vamos lá?

O que uma assessoria de imprensa deve evitar

Apesar de parecer simples, alguns erros são comuns em assessorias de imprensa — e podem fazer um estrago no relacionamento com os jornalistas. Fique longe deles! Conheça-os — e aprenda a solucioná-los — abaixo:

Desarticulação do follow up

Não adianta nada ter um release excelente em mãos se, ao tentar emplacá-lo, o contato com o jornalista não funciona. Por isso, é preciso ter um trabalho articulado, conhecendo bem a rotina de uma redação.

Ligar na hora errada — por exemplo, no horário de fechamento — só irá incomodar os jornalistas. É muito importante, também, conhecer as editorias dos veículos nos quais deseja que seu release seja divulgado. Disparar releases para tudo quanto é lado está longe de ser estratégico! Ter foco aumenta as chances de emplacar a pauta.

Não ter segurança sobre o tema a ser divulgado

O que não pode acontecer é um assessor de imprensa ficar preso ao que está no release e desconhecer outros aspectos do tema abordado. Imagine que vergonha seria se um jornalista fizesse uma pergunta e você não soubesse responder por não estar tão por dentro do tema assim — um tema que você mesmo sugeriu como pauta e cuja importância quer destacar!

Para que isso não aconteça, tenha certeza de que você está afinado com o assunto antes de ligar para fazer o follow up.

Ser inconveniente igual telemarketing

Não existe nada mais irritante do que um telemarketing insistindo em te vender um produto, não é mesmo? Lembre-se disso ao tentar “vender” a sua pauta.

Em vez de tentar emplacar o release a qualquer custo, sendo insistente demais, tente explicar ao jornalista a relevância do assunto. Mostre que é um tema de interesse e relevância pública que, aí, a publicação é praticamente certa.

E você, conhece outros erros que podem atrapalhar o trabalho de uma assessoria de imprensa? Já teve boas experiências com follow up e tem dicas para compartilhar com os colegas de profissão? Deixe um comentário e nos conte sobre como você desenvolve seu trabalho!

One Comment

  1. Paula Sampaio 25 de maio de 2017 at 17:45

    Gostaria da opinião de vocês, porque não tenho muita experiência na área: escrevemos um release bem bacana, neutro e completo falando sobre uma premiação que ocorreu, mas dando uma ênfase maior para o prêmio da nossa empresa, claro. Então selecionei empresas de notícias locais, porque é uma premiação de uma universidade local. Enviei para todos por e-mail bem na metade da tarde 15:00 – 16:00. Na descrição do e-mail disse que o release é bem bacana porque prestigia um empresário formado naquela instituição e que fundou uma empresa de grande porte local. Mas por enquanto ninguém demonstrou interesse. Nenhum dos meus e-mails foram retornados. O que eu fiz de errado e/ou o que eu devo fazer agora? Mandar outro e-mail? Ligar? Só esperar?

Leave A Comment